Cinderela

Cacá Conta

20-04-2020 • 12 min

Naquela família, o pai, a mãe e a filha viviam felizes, até que a mãe morreu e o pai se casou novamente.

A nova mulher não era o que pensavam e passou a dar tarefas e mais tarefas para a menina: ela tinha que fazer sozinha o serviço da casa, era obrigada a atender todos os pedidos da madrasta e a dormir na cozinha, ao lado do fogão a lenha.
Por isso, seus chinelos e suas roupas estavam sempre sujos de cinzas e a madrasta a apelidou de Cinderela.

Mas tudo mudou na vida de Cinderela quando, um belo dia, os mensageiros reais saíram pelas ruas anunciando que o rei iria dar uma festa para que o príncipe escolhesse uma moça para se casar...

Vale a pena ler e reler Cinderela, um dos contos de fadas mais conhecidos e amados pelas crianças.

Baseado na versão de Charles Perrault

COMPRE O LIVRO POR AQUI: https://amzn.to/3fq6Lq9

Adaptação: Suzana Ventura
Ilustração: Tel Coelho
Coleção: Folha Histórias de Reis, Príncipes e Princesas.
Editora: Folha de São Paulo

Poesia do Livro Ou Isto ou Aquilo(https://amzn.to/3hno24X)

As Meninas
Cecília Meireles

Arabela
abria a janela.

Carolina
erguia a cortina.

E Maria
olhava e sorria:
"Bom dia!"

Arabela
foi sempre a mais bela.

Carolina,
a mais sábia menina.

E Maria
apenas sorria:
"Bom dia!"

Pensaremos em cada menina
que vivia naquela janela;

uma que se chamava Arabela,

uma que se chamou Carolina.

Mas a profunda saudade
é Maria, Maria, Maria,

que dizia com voz de amizade:
"Bom dia!"

Você pode gostar