Morning Gallo #0440: Mercados buscam recuperação após semana marcada por correção

Morning Call by Allure Capital - Mercado Financeiro, Política, Geopolítica, História e Economia

08-01-2024 • 23 min

As principais bolsas asiáticas abriram a semana no terreno negativo, mesma direção apontada pelos futuros em Wall Street, com os investidores recalibrando suas apostas após a liquidação verificada na semana passada, que registrou a perda mais acentuada para o S&P 500 desde outubro.

O petróleo Brent caiu abaixo de US$ 78 depois que a Arábia Saudita reduziu os preços oficiais de venda para todas as regiões em meio à fraqueza persistente do mercado.

Os mercados procuram por novas pistas e indicadores, devido a especulações de que o Federal Reserve pode não ter pressa em reduzir as taxas de juro. A impressão da inflação nos EUA , prevista para quinta-feira, bem como o início da época de balanços no final da semana, poderão oferecer aos investidores mais catalisadores.

Na Europa, as encomendas às fábricas alemãs aumentaram muito menos do que o previsto em Novembro, um sinal desanimador para a maior economia da Europa, mostraram dados nesta segunda-feira.

O rendimento dos títulos do Tesouro dos EUA subiu um ponto base, para 4,06%. Alguns traders não se incomodam com o recente recuo, vendo-o como uma oportunidade de aproveitar os rendimentos elevados antes que o Banco Central americano comece a reduzir as taxas.

A dinâmica ficou evidente na sexta-feira, quando os preços dos títulos caíram depois que o Departamento do Trabalho informou que o crescimento do emprego acelerou inesperadamente no mês passado.

Por aqui, o número anual de contas de investidores cadastrados e com ativos na B3 (Bolsa de Valores de São Paulo) somou 5,74 milhões em 2023: uma queda de 1,9% em relação ao ano anterior, quando eram 5,85 milhões de contas.

Segundo dados da B3, foi a 1ª vez em 7 anos, ou seja, desde 2016, que o total de investidores ativos cai no Brasil. A queda foi puxada pela quantidade de homens que deixaram de ter cadastro ativo. Passou de 4,51 milhões em 2022 para 4,31 milhões em 2023.

Já o número de mulheres investidoras na B3 continuou em expansão. Avançou 6,1% em 2023. Apesar disso, foi o pior desempenho desde 2016.

Os investidores de 26 a 35 anos são os que mais têm contas na Bolsa. Ao todo, são 1,8 milhão. Em seguida são os adultos de 36 a 45 anos (1,7 milhão) e de 46 a 55 anos (755 mil).



--- Send in a voice message: https://podcasters.spotify.com/pod/show/allurecapital/message