Copa em Preto | 1. Preto sai, Branco fica

História Preta

21-11-2022 • 27 min

Jogadores negros já foram proibidos de vestir a camisa da seleção. Quando não puderam proibir, decidiram embranquecer. Quando não puderam embranquecer, fizeram de tudo para segregar. Quando não puderam segregar, fizeram de tudo para silenciar.

APOIE

Este episódio só foi possível graças a contribuição generosa de nossos apoiadores.

Se você gosta do nosso trabalho, considere nos apoiar em apoia.se/historiapreta

Chave Pix: historiapreta@gmail.com

LOJA

Acesse loja.historiapreta.com.br e vista nossa história.

--

FICHA TÉCNICA

Pesquisa, roteiro e apresentação Thiago André

Edição de Som: Caio Santos

Desenho de Som: Janaína Oliveira

Trilha Original:

Redes sociais e Gerência da comunidade: Carolina Ferreira

Identidade Visual: Raimundo Britto

--

Nos siga nas redes sociais no twitter @historiapreta e no Instagram @historia_preta

BIBLIOGRAFIA

Abrahão, B. O. D. L. & Soares, A. J. G. (2009). O elogio ao negro no espaço do futebol: entre a integração pós-escravidão e a manutenção das hierarquias sociais. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, 30(2), 9-23.

CURI, Martin. Arthur Friedenreich (1892–1969): a Brazilian biography. Soccer & Society, vol. 15, n. 1, p. 19-28, 2014.

Filho, M. R. (1947/2003). O negro no futebol brasileiro. Rio de Janeiro: Mauad

Santos, J. M. C. M. (2011). Rio de Janeiro e o campeonato sul-americano de futebol de 1919: “a América do Sul corre atrás de uma bola”. Materiales para la Historia del Deporte, 9, 82-102.