Astre Podcast

Tio Beiço

Apresentamos o Astre Podcast, onde a cultura pop ganha vida através das perspicazes análises do nosso anfitrião improvável, Tio Beiço. Com 34 anos de vivência e um amor contagioso pela cultura pop, Tio Beiço oferece um olhar único sobre filmes, música, jogos e muito mais. A cada episódio, você é convidado(a) a explorar o universo da cultura pop de maneira divertida e informativa. Tio Beiço combina sua sabedoria com uma abordagem descontraída, compartilhando suas opiniões sobre os últimos acontecimentos no mundo do entretenimento. Seja desvendando enredos de filmes, debatendo séries populares Support this podcast: https://podcasters.spotify.com/pod/show/tio-beico/support read less
FicçãoFicção

Episódios

Invencível | Análise da 1º e 2º temporada
27-11-2023
Invencível | Análise da 1º e 2º temporada
A série animada Invencível, do Amazon Prime Video, é uma adaptação da série de quadrinhos de mesmo nome criada por Robert Kirkman, Cory Walker e Ryan Ottley. A série conta a história de Mark Grayson, um adolescente que vive em um mundo onde super-heróis e vilões são comuns. Mark é filho do Omni-Man, o maior herói do mundo, e está prestes a desenvolver seus próprios poderes. A série é um misto de ação, drama e humor. Ela explora temas como amadurecimento, família, perda e responsabilidade. A animação é de alta qualidade, com uma estética que lembra os quadrinhos. A série foi um sucesso de crítica e público, sendo elogiada por sua história, personagens e animação. Ela foi renovada para uma segunda temporada, que estreou em novembro de 2023. Aqui estão alguns dos principais aspectos da série: A história de Invencível é emocionante e cheia de reviravoltas. Ela explora temas complexos de uma forma que é acessível e envolvente. Os personagens de Invencível são bem desenvolvidos e cativantes. Mark é um protagonista relatable e identificável. Os outros personagens também são interessantes e memoráveis. A animação de Invencível é de alta qualidade. Ela é fluida e detalhada, e captura a estética dos quadrinhos de forma fiel. Invencível é uma série obrigatória para os fãs de super-heróis, drama e animação. É uma história emocionante e bem contada que vai te deixar querendo mais. --- Support this podcast: https://podcasters.spotify.com/pod/show/tio-beico/support
O continental #1 - Irmãos de Armas
27-10-2023
O continental #1 - Irmãos de Armas
O Continental estreia com um impacto visceral no episódio inaugural intitulado Irmãos de Armas. A série nos transporta para um submundo sombrio, habitado por assassinos de elite, onde a ética e o código de conduta são tão afiados quanto as lâminas que carregam. A trama se inicia com uma atmosfera de suspense palpável, mergulhando o espectador em um mundo de segredos e traições. A cena inicial nos apresenta ao protagonista, um assassino renomado, interpretado com maestria por um elenco de alto calibre. Sua presença magnética e a aura de mistério que o envolve são cativantes desde o primeiro momento. A ambientação é um dos pontos fortes deste episódio inaugural. A fotografia sombria e a direção de arte impecável criam um universo visualmente deslumbrante, onde os tons escuros e os contrastes de luz e sombra refletem a dualidade dos personagens e a complexidade de seus dilemas morais. Irmãos de Armas estabelece habilmente as relações entre os personagens principais, revelando camadas de lealdade e rivalidade entre os membros desta sociedade clandestina. Os diálogos afiados e os silêncios carregados de significado são usados com maestria para construir a tensão e desenvolver as relações interpessoais. A ação é coreografada com precisão, proporcionando sequências de luta intensas e coreografadas de maneira realista. Cada golpe é sentido e cada movimento é calculado, transmitindo a habilidade e a determinação dos personagens em um mundo onde a sobrevivência depende da perícia. Irmãos de Armas deixa o espectador ansioso por mais, com um final que apresenta um gancho instigante, prometendo uma jornada repleta de reviravoltas e desafios para os personagens principais. Este episódio inaugural de O Continental marca o início de uma jornada envolvente e emocionante no universo sombrio dos assassinos de elite. http://tiobeico.com/ --- Support this podcast: https://podcasters.spotify.com/pod/show/tio-beico/support
Wandavision
27-04-2021
Wandavision
Eu acabei de assistir Wanda e Visão e vamos falar sobre essa série do catálogo da Disney plus (Disney+).A Série Wanda e Visão começa nos anos 50 já no primeiro episódio somos agraciados com o trabalho impecável da produção, que ambientou toda a locação de forma muito detalhada. Além dos detalhes datados de cada década, também temos o trabalho de arte citando cada série que marcou seus períodos distintos. Já no início da série Wandavision temos uma ideia de como se passará a série, Wanda e Visão tem aquela vivência de casal recém casados, é claro que cada episódio mostra o passar das décadas e como cada década mudou essa vida de casal. Todos os cinco ou seis primeiros episódios me levaram a revisitar minha infância, pois eu assistia muito a reprises de Jeannie é um Gênio, A Feiticeira, Arnold entre muitas outras séries. O Visão é Cego Um problema na minha opinião é que o Visão, apesar de ser que é, demora muito para sacar que ele tá dentro de uma ilusão que a Wanda criou. O que me fez relevar essa incógnita, é que o Visão dessa ilusão é uma memória da Wanda, então ele não é o Visão de verdade, até porque sabemos que o Thanus matou o Visão, para roubar a jóia da mente. Dentro da minha teoria esse Visão é uma memória que a Wanda criou junto com toda essa ilusão, Uma ilusão que ela acredita tanto, que os dois chegam a brigar em certos momentos. O que me leva a acreditar muito nessa teoria é que o Visão é muito lógico e nada emotivo, como vimos nos filmes da Marvel, mesmo amanda a Wanda ele a questiona, a confronta e se preciso for usaria a força para pará-la. Você pode discordar, mas o Visão é um android, robô, cyborg, sei lá. Então ele tem as diretivas de cálculo onde o bem de muito se sobrepõe ao de poucos. Do nada a Vanda aparece grávida e do nada as crianças também crescem do dia pra noite, como se jogar sem fermento nelas, isso também não deixou o Visão abismado, foram horas para gestação e no final do episódio a Wanda dá à luz seus filhos gêmeos, Wiccano e Célere. https://tiobeico.com/wandavision/ --- Support this podcast: https://podcasters.spotify.com/pod/show/tio-beico/support
Toda a Saga John Wick até 2021
18-04-2021
Toda a Saga John Wick até 2021
John Wick, é um filme americano neo-noir de ação e suspense dirigido por Chad Stahelski e David Leitch e lançado em 2014. O ator Keanu Reeves é quem dá vida ao personagem principal, John Wick. O John Wick de Volta ao Jogo (em português), teve um orçamento de U$20.000.000,00 (20 Milhões) de Dólares e arrecadou U$88.761,661. Neo-Noir Film noir: Em português, ‘filme negro’. É uma expressão francesa designada a um sub gênero de filme policial, derivado do romance de suspense influenciado pelo expressionismo alemão, o qual teve o seu ápice nos Estados Unidos entre os anos 1939 e 1950. Ao pé da letra seria algo como novo filme negro. Muitos fãs de obras ficcionais podem achar que John Wick não é uma ficção, mas na verdade é. A cidade de Nova York e as demais cidades dentro da obra, tem suas próprias regras, suas próprias leis e seus próprios personagens. O primeiro filme deixa isso bem claro, após John Wick,  receber uma visita de uma dezena de assassinos em sua casa, a polícia chegar a porta e pergunta se John Wick voltou a trabalhar, o policial vê que tem corpos dentro da casa, mas não faz nada. O próprio hotel continental, também tem as suas regras e todos ali dentro daquele ambiente, seguem essas regras, essas leis, esse contrato social, à risca sem questionar. Assistindo a saga John Wick: – John Wick 1: De Volta ao Jogo – 2014; – John Wick 2: Um Novo dia Para Matar – 2017; – John Wick 3: Parabellum – 2019. Parabellum: Segundo Keanu Reeves, vem do latim. “Si vis pacem, para bellum”. Traduzindo: “Se você quer paz, prepare-se para a guerra”. Significa: “Prepare-se para a guerra!” Mais em: https://tiobeico.com/john-wick/ --- Support this podcast: https://podcasters.spotify.com/pod/show/tio-beico/support
#11 Roughnecks Starship Troopers Chronicles
24-03-2021
#11 Roughnecks Starship Troopers Chronicles
Esse áudio é de um projeto de Podcast que criei a 12 anos atrás, Chamava-se I-Manchete. Uma Alusão a infância que vivi em frente a TV vendo os Desenhos animados, Tokusatsu e Animes que eram transmitidos pelo extinto canal Rede Manchete.  Enquanto o conteúdo inédito não fica pronto. Vou postar essa série de 13 episódios que gravei da melhor maneiro que pude na época, tudo gravado de maneira improvisada e muito amadora, mas tudo feito com afinco e carinho, pois é um conteúdo que eu ainda consumo. Aproveita essa viagem!!! Neste episódio falo sobre: 11 Roughnecks Starship Troopers Chronicles Roughnecks: Starship Troopers Chronicles é uma série de animação CGI baseada no romance de 1959 Starship Troopers de Robert A. Heinlein e na adaptação cinematográfica de 1997. O diretor do filme, Paul Verhoeven , atuou como produtor executivo. Ele segue as façanhas do esquadrão de Infantaria Móvel, "Roughnecks de Razak," durante a Guerra SICON-Bugs entre uma humanidade recém-unida e umaraça extraterrestre , conhecida como " Bugs ", também às vezes referida como Aracnídeos. O show se concentra principalmente nas missões dos Roughnecks, ao invés de abordar a guerra maior. A série foi ao ar por uma temporada no bloco sindicalizado BKN Kids Network começando em agosto de 1999 nos Estados Unidos e Canadá. Posteriormente, foi captado pelo Sci-Fi Channel nos Estados Unidos (junto com o resto do bloco BKN) e pelo Teletoon no Canadá. A série inteira está disponível para transmissão no Crackle nos Estados Unidos, junto com vários minisódios . O programa combina elementos do filme de Verhoeven e do romance original, como a raça extraterrestre conhecida como Skinnies, armaduras motorizadas e cápsulas descartáveis . A série também adiciona alguns elementos originais (por exemplo, a guerra começa em Plutão ), enquanto omite os aspectos políticos da obra e do filme originais. As Campanhas: 1° A campanha de Plutão (5 episódios) ocorre em Plutão. 2° A Campanha Hydora (5 episódios) Realiza-se na Hydora, que é quase totalmente coberta por água. 3° The Tophet Campaign (5 episódios) Ocorre em Tophet, um planeta deserto que é o lar dos Skinnies. 4° The Tesca Campaign (5 episódios) Realiza-se na lua da selva de Tesca Nemerosa. 5° The Zephyr Campaign (5 episódios) Ocorre em um asteróide congelado. 6° A campanha Klendathu (5 episódios) ocorre no mundo natal dos insetos, Klendathu. 7° Trackers (5 episódios) primeiro ocorre na jornada de Klendathu para a Terra. Os outros são recapitulações. 4º tem Rico flutuando no espaço. 5º investiga Razak. 8° The Homefront Campaign (5 episódios; 4 outros planejados, mas nunca concluídos) Ocorre na Terra. Veja mais em: https://tiobeico.com/roughnecks-starship-troopers-chronicles/ --- Support this podcast: https://podcasters.spotify.com/pod/show/tio-beico/support
#10 Death Note
23-03-2021
#10 Death Note
Esse áudio é de um projeto de Podcast que criei a 12 anos atrás, Chamava-se I-Manchete. Uma Alusão a infância que vivi em frente a TV vendo os Desenhos animados, Tokusatsu e Animes que eram transmitidos pelo extinto canal Rede Manchete.  Enquanto o conteúdo inédito não fica pronto. Vou postar essa série de 13 episódios que gravei da melhor maneiro que pude na época, tudo gravado de maneira improvisada e muito amadora, mas tudo feito com afinco e carinho, pois é um conteúdo que eu ainda consumo. Aproveita essa viagem!!! Neste episódio falo sobre: Death Note Death Note, literalmente: Caderno da Morte é uma série de mangá escrita por Tsugumi Ohba e ilustrada por Takeshi Obata. Os capítulos do mangá foram serializados na revista semanal japonesa Weekly Shōnen Jump de 2003 até 2006, com os capítulos compilados em um total de 12 volumes tankōbon e lançados pela editora Shueisha. No Brasil, a série de mangá foi licenciada publicada em duas versões pela editora JBC, que também lançou as duas light novels da série. Em Portugal, o mangá foi licenciado pela Viz Media Europa e publicado pela Editora Devir. A história centra-se em Light Yagami, um estudante do ensino médio que descobre um caderno sobrenatural chamado Death Note, no qual pode matar pessoas se os nomes forem escritos nele enquanto o portador visualizar mentalmente o rosto de alguém que quer assassinar. A partir daí Light tenta eliminar todos os criminosos e criar um mundo onde não exista o mal, mas seus planos são contrariados por L, um famoso detetive particular. O sucesso do mangá levou a vários produtos relacionados. A história do mangá foi adaptada em uma série de televisão de anime produzida pela Madhouse e dirigida por Tetsurō Araki, composta de 37 episódios. O anime foi exibido no Japão de 3 de outubro de 2006 até 26 de junho de 2007 pela Nippon Television. O anime foi exibido no Brasil pela primeira vez em 2009 pelo Animax, e mais tarde reexibido em 2014 pela PlayTV, e posteriormente pela Netflix. Em Portugal foi exibido pelo Animax e pela SIC Radical. Além disso, a obra foi adaptada em três filmes live-action, incluindo um quarto filme em 2016 e uma adaptação norte-americana distribuída pela Netflix em 2017, um dorama, duas light novels e vários jogos eletrônicos criados pela Konami para o Nintendo DS. --- Support this podcast: https://podcasters.spotify.com/pod/show/tio-beico/support
#09 Tokusatsu
22-03-2021
#09 Tokusatsu
Esse áudio é de um projeto de Podcast que criei a 12 anos atrás, Chamava-se I-Manchete. Uma Alusão a infância que vivi em frente a TV vendo os Desenhos animados, Tokusatsu e Animes que eram transmitidos pelo extinto canal Rede Manchete.  Enquanto o conteúdo inédito não fica pronto. Vou postar essa série de 13 episódios que gravei da melhor maneiro que pude na época, tudo gravado de maneira improvisada e muito amadora, mas tudo feito com afinco e carinho, pois é um conteúdo que eu ainda consumo. Aproveita essa viagem!!! Neste episódio falo sobre: Tokusatsu Você sabe o que é?!?!? Tokusatsu, surgiu em 1945 após a Segunda grande Guerra Mundial devido a uma expansão nacionalista iniciada pelos Estados Unidos que aumentou consideravelmente a criação, divulgação e produção de heróis que exaltavam o ideal de Vitória de derrota de bem de mal nos Estados Unidos. Então foram criados nessa nesse período Superman e mulher-maravilha o Capitão América entre muitos outros super-heróis. O Japão Temendo essa invasão de Heróis do ocidente resolveu iniciar os primeiros projetos e criação dos seus próprios heróis, a primeira produção de tokusatus, que se tem notícia hoje é Godzilla que foi produzido pela produtora japonesa Toho que fez muito sucesso na década de 50 já em 1958, a Toei Company deu início a produção do primeiro super-herói japonês da história que foi o Máscara do luar, Moonlight Mask ou e, japones Gekko Kamen, a partir de então, as tecnologias da época principalmente pela chegada da TV a cores no período em que a produção de heróis aumentava consideravelmente diversas produtoras engajaram-se na criação de novas e variadas Produções de tokusatsu. Tokusatsu no Japão Os Tokusatsu no Japão, em 66 pelas mãos Eiji Tsuburaya surge Ultraman o herói que revolucionou o conceito e desencadeou uma das maiores ondas produtivas do gênero no Japão o chamado Kyodai Hero ou heróis gigante. Essa nova onda invadiu a televisão japonês na década de 70, mais tarde 71, a série Kamen Rider ganhou uma adaptação para televisão, que na verdade é um mangá que foi adaptado para TV por Shotaro Ishinomor, fazendo grande sucesso na época e abrindo uma nova franquia de tokusatsu. De certa forma kamen Rider, mostrava-se como uma anti-série ao modelo de Herói gigante ou Kyodai Hero. Em 75 estreia a série Himitsu Sentai Gorenger / Sentai Goranger ou em português Esquadrão secreto Goranger que abre uma nova verpente para tokusatsu. O gênero Super Sentai ou simplesmente Sentai, também, faz grande sucesso e tornou-se uma franquia independente ao longo do tempo, o gênero tokusatsu aumentou de forma considerável. Atualmente, contemplam não apenas, série e filmes de super-heróis produzidas anualmente, mais também outras produções, como adaptação de live-action, mangás e animes. As produtoras que produziam tokusatsu da época eram a Toei Company responsável por 70% das produções de tokusatsu criadas no Japão e é dona da franquia Kamen Rider super Sentai e Metal Hero, a Tsubuaya que produz a franquia do Ultraman e a Toho Company o responsável pelo filme do Godzilla e pela série Cybercops, a P-Productions responsável por Fun Lion Maru, e spectreman, e por fim a Tikara Filme. Veja mais em: https://tiobeico.com/tokusatsu/ --- Support this podcast: https://podcasters.spotify.com/pod/show/tio-beico/support
#08 Sailor Moon
17-03-2021
#08 Sailor Moon
Esse áudio é de um projeto de Podcast que criei a 12 anos atrás, Chamava-se I-Manchete. Uma Alusão a infância que vivi em frente a TV vendo os Desenhos animados, Tokusatsu e Animes que eram transmitidos pelo extinto canal Rede Manchete.  Enquanto o conteúdo inédito não fica pronto. Vou postar essa série de 13 episódios que gravei da melhor maneiro que pude na época, tudo gravado de maneira improvisada e muito amadora, mas tudo feito com afinco e carinho, pois é um conteúdo que eu ainda consumo. Aproveita essa viagem!!! Neste episódio falo sobre: Sailor Moon Sailor Moon, ou A Navegante da Lua, conhecido no Japão como Pretty Soldier Sailor Moon, literalmente "Graciosa Guerreira Marinheira da Lua" ou "Linda Guerreira Sailor Moon"), posteriomente adotado como Pretty Guardian Sailor Moon, é uma série de mangá escrita e ilustrada por Naoko Takeuchi entre 1991 e 1997. Fred Patten credita a série pela popularização do termo magical girl (Mahō shōjo), enquanto Paul Gravett fala que a série revitalizou esse gênero. Sailor Moon redefiniu o termo, pois apresenta garotas normais, que se transformam e ganham poderes mágicos para combater o mal. Mais tarde, isso se tornou um dos padrões principais do gênero Mahō shōjo. A história gira em torno de defensoras renascidas de um reino que está ameaçado novamente pelas forças do mal. As personagens principais — as Sailor Senshi — são adolescentes que podem se transformar em heroínas representando a Lua e os planetas. O uso da palavra "Sailor" se dá por conta do popular uniforme escolar das garotas do Japão, o sērā fuku (roupa de marinheiro), inspiração de Takeuchi para os uniforme das Sailor Senshi. Os elementos de fantasia da série são fortemente simbólicos e, muitas vezes, baseados na mitologia e astrologia. Antes de escrever Sailor Moon, Takeuchi tinha escrito Codename: Sailor V, que focava apenas em uma Sailor Senshi. Então, ela teve a ideia de criar uma série sobre garotas do espaço e seu editor sugeriu que elas vestissem sērā fuku Quando Sailor V foi proposto para ser adaptado em um anime pela Toei Animation, o conceito da série foi mudado por Takeuchi e Sailor V se tornou apenas um membro de uma equipe composta por mais quatro guerreiras. O resultado da série de mangá foi uma mistura do gênero Mahō shōjo e de Super Sentai, o qual Takeuchi admirava, fazendo Sailor Moon ser a primeira série a combinar os dois. Conheça mais em: https://tiobeico.com/sailor-moon/ --- Support this podcast: https://podcasters.spotify.com/pod/show/tio-beico/support
#07 Hamtaro
16-03-2021
#07 Hamtaro
Esse áudio é de um projeto de Podcast que criei a 12 anos atrás, Chamava-se I-Manchete. Uma Alusão a infância que vivi em frente a TV vendo os Desenhos animados, Tokusatsu e Animes que eram transmitidos pelo extinto canal Rede Manchete.  Enquanto o conteúdo inédito não fica pronto. Vou postar essa série de 13 episódios que gravei da melhor maneiro que pude na época, tudo gravado de maneira improvisada e muito amadora, mas tudo feito com afinco e carinho, pois é um conteúdo que eu ainda consumo. Aproveita essa viagem!!! Neste episódio falo sobre: Hamtaro Hamtaro (Tottoko Hamutarō?) é um anime de sucesso no Japão e entre outros países que conta as aventuras de pequenos hamsters que saem de suas gaiolas para se reunir com seus amigos ou ajudar os seus donos. A dona de Hamtaro (Laura) sempre escrevia no final de seu diário particular: "Hoje o dia foi bom, mas amanhã vai ser melhor ainda". No Brasil, esse anime fez muito sucesso entre crianças e adolescentes e foi exibido pela Rede Globo (sendo exibido dentro da TV Globinho), pelo Cartoon Network e também pelo Boomerang. Em Portugal, foi exibido pela SIC no bloco SIC Kids e mais tarde pelo Canal Panda. A venda de hamsters no Japão duplicou por causa deste anime. O personagem principal é um hamster de nome Hamtaro (o tema do anime), que mora com sua dona Laura. Quando estão em perigo eles costumam usar o "poder Ham Ham", que na verdade é apenas uma iniciativa, dada por um hamster, a todos os outros para fazer a mesma coisa. Exemplo: se um pula alto os outros também pulam. O melhor amigo de Hamtaro, além de sua dona, é sem dúvida o Fofuxo, que por coincidência é o hamster da melhor amiga de Laura, dona de Hamtaro. Clube dos Ham-Hams na dublagem brasileira: Hamtaro, Bijou, Fofuxo, Chefe, Pashmina, Penélope, Jojô, João, Aurélio, Panda, Soninho, Tureco, Mauricinho, Touquinha. --- Support this podcast: https://podcasters.spotify.com/pod/show/tio-beico/support
#06 Super Campeões
15-03-2021
#06 Super Campeões
Esse áudio é de um projeto de Podcast que criei a 12 anos atrás, Chamava-se I-Manchete. [EPISÓDIO COM CHIADO] Uma Alusão a infância que vivi em frente a TV vendo os Desenhos animados, Tokusatsu e Animes que eram transmitidos pelo extinto canal Rede Manchete.  Enquanto o conteúdo inédito não fica pronto. Vou postar essa série de 13 episódios que gravei da melhor maneiro que pude na época, tudo gravado de maneira improvisada e muito amadora, mas tudo feito com afinco e carinho, pois é um conteúdo que eu ainda consumo. Aproveita essa viagem!!! Neste episódio falo sobre: Super Campeões Captain Tsubasa (Kyaputen Tsubasa?) é uma série de mangá escrita e ilustrada por Yoichi Takahashi. Foi originalmente publicada na Weekly Shōnen Jump entre 1981 e 1988. Foi exportada e bem recebida na América do Sul, Europa e Oriente Médio. A série já foi conhecida inicialmente como Super Campeões no Brasil, e ainda como Capitão Falcão (1ª exibição) em Portugal. É conhecida por Campeões: Oliver e Benji em Portugal, e no Brasil como Capitão Tsubasa desde 2018. O tema central de Captain Tsubasa é sobre o futebol. Como a série serviria para promover o desporto no Japão, a produção de Captain Tsubasa foi patrocinada pela Associação Japonesa de Futebol durante o desenvolvimento do anime, que funcionou. A série foi um sucesso instantâneo no país e ajudou a melhorar a imagem e a reputação da Seleção Japonesa de Futebol. O foco da história está nas aventuras da seleção japonesa de futebol com foco em seu capitão, Oliver Tsubasa. A série é caracterizada por movimentos de futebol dinâmicos contidos em ações fantasiosas. Também trata do relacionamento de Tsubasa com seus amigos e oponentes, além de sua rotina como jogador. --- Support this podcast: https://podcasters.spotify.com/pod/show/tio-beico/support
#04 Sakura Cardcaptor
09-03-2021
#04 Sakura Cardcaptor
Esse áudio é de um projeto de Podcast que criei a 12 anos atrás, Chamava-se I-Manchete. [EPISÓDIO COM CHIADO] Uma Alusão a infância que vivi em frente a TV vendo os Desenhos animados, Tokusatsu e Animes que eram transmitidos pelo extinto canal Rede Manchete.  Enquanto o conteúdo inédito não fica pronto. Vou postar essa série de 13 episódios que gravei da melhor maneiro que pude na época, tudo gravado de maneira improvisada e muito amadora, mas tudo feito com afinco e carinho, pois é um conteúdo que eu ainda consumo. Aproveita essa viagem!!! Neste episódio falo sobre: Sakura Cardcaptor Sakura Kinomoto é uma garota de 10 anos, estudante da fictícia cidade japonesa de Tomoeda, que por acidente abre um livro misterioso, chamado Livro Clow. Do livro saem 52 cartas mágicas levadas por uma tempestade de vento causada pela magia da carta Vento, que foi libertada quando Sakura leu o seu nome. Kerberos, o guardião das cartas (uma criatura muito parecida com um animal de pelúcia bem pequeno), surge do livro e conta a Sakura que as cartas foram espalhadas por toda Tomoeda e é seu dever capturá-las de novo, tornando-a uma cardcaptor (caça-cartas em português). As cartas provocam fenômenos estranhos ao redor de Sakura, que emprega os poderes das cartas já capturadas em seu báculo mágico para dominá-las e juntá-las à sua coleção. Ela conta com a ajuda de sua amiga Tomoyo, e mais tarde de outros personagens como Syaoran Li, um cardcaptor rival que mais tarde se torna seu aliado, e Yue, outro guardião das cartas. No decorrer da trama, além das histórias misteriosas que envolvem as cartas, também se fazem presentes cenas que mostram o crescente romance entre Sakura e Syaoran, intercalados com as cenas de ação. Na segunda metade da história surgem novos personagens, como Eriol Hiiragizawa, e Sakura passa a transformar as cartas Clow em suas próprias cartas: as Cartas Sakura. Na terceira parte da história as cartas Sakura misteriosamente ficam transparentes, sem nenhum sinal de vida, e de repente um novo evento acontece, onde cartas vindas do desconhecido, oferecem perigo para Sakura e para a população. Novos personagens novos aparecem, Syaoran volta da sua viagem e Sakura recebe um novo báculo. --- Support this podcast: https://podcasters.spotify.com/pod/show/tio-beico/support