Brasil: mais feminino, mais velho e mais precarizado #210

Angu de Grilo

31-10-2023 • 1 hora 16 min

Boa terça, angulers! Abrimos o #210 comentando os novos dados do Censo 2022 sobre gênero e faixa etária. O Brasil de 2022 é mais feminino e com população mais velha. Com isso, o trabalho de cuidado tende a pesar ainda mais sobre as mulheres. A pesquisa “Esgotadas” da Think Olga revela dados sobre carga mental, economia do cuidado e adoecimento entre as mulheres. No segundo bloco, comentamos a pesquisa inédita do IBGE sobre trabalhadores de plataformas e aplicativos. Dados alarmantes sobre a dependência dos apps, renda, carga horária e pouquíssima seguridade social. Por fim, um pop-up com os próximos passos das tentativas de resolução para a guerra entre Israel e Hamas. Nova reunião do Conselho de Segurança da ONU e China na presidência do Conselho em Novembro. Sirva-se! Edição e mixagem: Tico Pro - Indicações do #210: - Pesquisa “Esgotadas”, da Think Olga: https://lab.thinkolga.com/esgotadas/ - Brasil mais feminino e mais velho, via Censo 2022: https://agenciadenoticias.ibge.gov.br/agencia-noticias/2012-agencia-de-noticias/noticias/38186-censo-2022-numero-de-idosos-na-populacao-do-pais-cresceu-57-4-em-12-anos - Pesquisa Trabalhadores de aplicativos de serviço e plataformas digitais, via IBGE: https://agenciadenoticias.ibge.gov.br/agencia-noticias/2012-agencia-de-noticias/noticias/38160-em-2022-1-5-milhao-de-pessoas-trabalharam-por-meio-de-aplicativos-de-servicos-no-pais

Você pode gostar