PODCAST

Investigação Criminal

Medialand

Não deixe de seguir a série Investigação Criminal que agora também é podcast. Confira os detalhes da investigação de grandes crimes que aconteceram no Brasil - e também bastidores da produção do programa exibido na Netflix, Prime Video, Youtube, SBT, Discovery, AXN e A&E. No podcast, episódios inteiros e entrevistas completas com os detalhes da polícia, perícia, legista e familiares das vítimas. Para assistir ao conteúdo, não deixe de se inscrever no nosso canal Operação Policial, no Youtube: www.youtube.com/OPOperacaoPolicial
REPRODUZIR TRAILER
PROMO - INVESTIGAÇÃO CRIMINAL
ONDE ESTÁ O MEU IRMÃO? - LEANDRO BOSSI - INVESTIGAÇÃO CRIMINAL #34JOVENS PSICOPATAS - A BANALIZAÇÃO DO MAL - INVESTIGAÇÃO CRIMINAL #33
Ariane de Oliveira tinha apenas 18 anos quando se tornou a vitima perfeita para uma das histórias mais cruéis da atual literatura criminal brasileira. Moradora de Goiânia, a jovem que tinha o sonho de ser veterinária frequentava uma pista de skate da região, onde acabou conhecendo Raissa, Jeferson, a transexual Freya (cujo nome de nascimento é Enzo), e uma menor de idade de 16 anos. Ariane só não sabia que aqueles quatro não seriam uma nova turma de amigos. Os quatro seriam, na verdade, seus futuros assassinos. Raissa, Jeferson, Freya e a menor de idade tinham um desejo: matar para saberem se eram psicopatas. Isso mesmo, este crime é a própria banalização da psicopatia. Enganada pelos quatro, Ariane aceitou o convite dos quatro para irem a uma lanchonete, mas, no meio do caminho, o plano macabro da turma foi colocado em prática. Coube a Jefferson dar o comando da morte, que teve até trilha sonora escolhida. No momento certo da música, Jefferson dá um estalo de dedos, que era o sinal para Freya enforcar Ariane, preparando a menina para as facadas que seriam desferidas por Raissa e pela menor de idade. Já morta, a garota é deixada num terreno baldio e os quatro seguem para o shopping da cidade para comerem um lanche – com a roupa ainda suja de sangue. Ariane foi escolhida pelos quatro dentro de uma lista de 3 vítimas pré selecionadas desejadas. Ariane acabou sendo a preferida porque era mais baixa e magra, o que daria mais tranquilidade para os assassinos em alguma luta corporal. Confira a entrevista com o advogados de defesa de Ariane, Dr Leandro Zeidan.
16-11-2021
1 hora 28 min
A MULHER SEM SANGUE - LORENZA PINHO - INVESTIGAÇÃO CRIMINAL #32O JOGO DA MORTE - INVESTIGAÇÃO CRIMINAL #31CASO PESSEGHINI - O QUE REALMENTE ACONTECEU? - INVESTIGAÇÃO CRIMINAL #30
Este é um dos casos mais cheios de versões da criminologia do Brasil. Um casal de polícias militares (o pai, sargento da ROTA) duas senhoras e um adolescente de 13 anos são encontrados mortos em casa. O que terá acontecido? Luiz Marcelo Pesseghini e Andreia Regina Bovo Pesseghini eram pais de Marcelo Pesseghini. Os três moravam no mesmo terreno que a mãe de Andreia, Benedita Oliveira Bovo, e Bernadete Oliveira da Silva, tia de Andreia e tia-avó de Marcelo. No dia 5 de agosto de 2013, primeiro dia de aula pós férias de inverno, Marcelinho (como era mais conhecido) chega à escola dirigindo o carro da mãe, encontra com os amigos, fala que na sua mochila havia uma arma, convida seus colegas para serem "Mercenários" - uma espécie de liga de justiceiros. Nenhum garoto dá ouvidos ao que parecia ser apenas brincadeira do garoto. O adolescente, então, volta para casa, encara o cenário que tinha deixado horas antes: seu pai, sua mãe, sua avó e sua tia-avó mortos pela casa. Mortos... Por ele. Marcelinho, na madrugada do dia 5, dispara com a pistola da mãe contra seus pais e seus parentes. Quando retorna do colégio, o garoto disfere um tiro contra si próprio e cai sem vida ao lado do pai e da mãe, num colchão no meio da sala da casa. Mas... E se isso for apenas uma versão do que pode ter acontecido neste crime? Confira no nosso canal do youtube o grande especial que produzimos, com dois episódios, um que revela detalhes da investigação e outro que traz a história reescrita pela defesa da família Pesseghini. Confira ainda todas as entrevistas dos convidados na íntegra. É só acessar youtube.com/OpOperacaoPolicial Aqui, eu trago neste podcast a entrevista que fiz com Dra Rosangela Monteiro, perita criminal com mais de quarenta anos de experiência na polícia técnico cientifica de São Paulo. Você já a ouviu aqui no caso Isabela Nardoni. Foi ela a responsável or traçar toda rota de crime executada por Alexandre Nardoni e Ana Carolina Jatobá.
22-10-2021
50 min
VIÚVA FRIA E CRUEL - A HISTÓRIA DE TONI FLOR - INVESTIGAÇÃO CRIMINAL #29
No dia 11 de agosto de 2020, o empresário Toni Flor, de 37 anos, chegava à academia de jiu-jitsu como fazia toda semana em Cuiabá, no Mato Grosso. Mas aquele seria não só um dia diferente, seria, de fato, seu último dia de vida. Ao descer do carro, Toni foi alvejado por um matador de aluguel, que disparou diversos tiros contra o empresário. Ainda consciente, Toni entrou na academia e pediu socorro. A caminho do hospital, ele liga para a esposa Ana Claudia e se despede dela e dos filhos. Depois que o empresário veio à óbito, Ana Claudia se veste de viúva em busca de justiça e vai todos os dias à delegacia para saber como estão as investigações, que apontavam, inicialmente, ser um crime encomendado para o policial que frequentava a mesma academia de Toni. Seria, então, a morte de Toni um simples erro de cálculo do assassino? Ana Claudia insistia a todo momento que o marido havia morrido sem motivos, apenas estava no lugar errado, sendo o homem errado, praticamente, um acaso criminal. Ela conseguiu mobilizar a região onde morava em Cuiabá e criou até a caravana da saudade, levando centenas de pessoas a cruzarem a cidade de carro pedindo que o assassino de Toni fosse encontrado. Mas a farsa de Ana Claudia não conseguiria permanecer por mais de 11 meses. Um ano depois da morte do empresário, em agosto de 2021, a viúva de Toni Flor foi presa polícia, que descobriu ser ela a mandante de um crime frio e calculado, envolvendo outros três homens e uma mulher com um único objetivo: a morte do próprio marido. Acompanhe agora a entrevista com delegado Marcel Oliveira, de Cuiabá, Mato Grosso, que conseguiu descobrir e provar a real personalidade de Ana Claudia Flor.
14-10-2021
1 hora 17 min
LUCAS TERRA - A LUTA ETERNA DE UMA MÃE - INVESTIGAÇÃO CRIMINAL #29LUCAS TERRA - O CRIME VAI PRESCREVER? - INVESTIGAÇÃO CRIMINAL #28CASAL SATANISTA - INVESTIGAÇÃO CRIMINAL #27FAMÍLIA GONÇALVES - PARTE II - INVESTIGAÇÃO CRIMINAL #25FAMÍLIA GONÇALVES - PARTE I - INVESTIGAÇÃO CRIMINAL #24JOÃO DE DEUS OU JOÃO DO MAL - INVESTIGAÇÃO CRIMINAL #23VAMPIRO DE NITERÓI - PSICOPATA OU SÓ UM HOMEM MAU? - INVESTIGAÇÃO CRIMINAL #22TATIANE SPITZNER - E NÃO VIVERAM FELIZES PARA SEMPRE - INVESTIGAÇÃO CRIMINAL #21SUZANE VON RICHTHOFEN - A MENTE DA CRIMINOSA - INVESTIGAÇÃO CRIMINAL #20SUZANE VON RICHTHOFEN - O CRIME - INVESTIGAÇÃO CRIMINAL #19GRÁVIDA DE CANELINHA - ATÉ ONDE UMA PESSOA PODE IR PARA TER UM FILHO? - BÔNUS #07O CRIME QUASE PERFEITO - A MENTE DO CRIMINOSO - INVESTIGAÇÃO CRIMINAL #18O CRIME QUASE PERFEITO - O CRIME - INVESTIGAÇÃO CRIMINAL #17VISITA DA MORTE - A MENTE DO CRIMINOSO - INVESTIGAÇÃO CRIMINAL #16

0:00