Morning Call by Allure Capital - Mercado Financeiro, Política, Geopolítica, História e Economia

Filipe Teixeira (Instagram: @filipe_st) e Thiago Lopes

Sua dose diária de informação, bom humor, história e muito rock n roll! Sigam-me os bons: instagram.com/allurecapital / instagram.com/filipe_st / Conheça nossa assessoria de investimentos: pages.allurecapital.com.br/abra-sua-conta/ read less
NotíciasNotícias

Episódios

Morning Gallo #0447: Bolsas mundiais operam no negativo após resposta israelense ao Irã
Há 2 dias
Morning Gallo #0447: Bolsas mundiais operam no negativo após resposta israelense ao Irã
📈 Conheça nossa assessoria de investimentos: bit.ly/49zq0Kb As principais bolsas asiáticas encerraram a semana no terreno negativo, mesma direção apontada pelos recém abertos mercados europeus e futuros em Wall Street, depois de uma nova escalada das tensões no Oriente Médio ter feito as bolsas despencarem em todo o mundo, estimulando a procura por ativos de refúgio, incluindo os treasuries e o dólar. Em retaliação, Israel lançou ataques contra o Irã na noite desta 5ª feira. O governo israelense já havia afirmado que contra atacaria o país, em resposta aos cerca de 300 drones e mísseis lançados em direção ao país no sábado (13).Drones foram avistados na região de Isfahan por volta das 21h30 (horário de Brasília) de 5ª feira. No Irã já eram 3h00 de 6ª feira (19). Ainda não há confirmação oficial sobre a intensidade dos ataques e os danos que teriam sido causados.Por aqui, o Ibovespa fechou estável nesta quinta-feira, após abrir em alta, mas invertendo o curso e renovando a mínima do ano durante o pregão, com falas de autoridades reforçando apostas de que o Federal Reserve não deve começar a cortar os juros tão cedo dada a inflação ainda elevada nos Estados Unidos. Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa encerrou com variação positiva de 0,02%, a 124.196,18 pontos, interrompendo uma sequência de seis sessões consecutivas de queda. Na máxima do dia, chegou a 125.140,22 pontos. Na mínima, a 123.396,53 pontos, menor patamar desde novembro passado. O volume financeiro somou 21,75 bilhões de reais.As taxas dos títulos públicos tiveram abertura expressiva nas últimas semanas. O Tesouro IPCA+ 2045, que geralmente apresenta a maior remuneração entre os papéis de inflação, começou abril pagando IPCA+5,88%. Hoje, o juro real do título se firmou acima dos 6%. Nos prefixados, a taxa do papel para 2031 saiu de 11% ao ano para 11,73%.  A remuneração cresce na medida em que o mercado enxerga risco nos investimentos do Brasil. O momento, porém, pode ser bom para o investidor que já estava planejando aportes no Tesouro Direto, especialmente para quem tem um horizonte de investimentos mais longo. Mais cedo nos EUA, falas de dirigentes do Federal Reserve reiteraram a falta de urgência em reduzir as taxas de juros norte-americanas, incluindo as do presidente do Fed de Nova York, John Williams, e do presidente do Fed de Atlanta, Raphael Bostic. Alguns bancos agora estão projetando que não haverá cortes neste ano, dado o vigor da economia norte-americana e a inflação acima da meta. --- Send in a voice message: https://podcasters.spotify.com/pod/show/allurecapital/message
Morning Gallo #0446: Ações asiáticas sobem em bloco; dólar encerra sequência de 5 altas consecutivas frente ao real
Há 3 dias
Morning Gallo #0446: Ações asiáticas sobem em bloco; dólar encerra sequência de 5 altas consecutivas frente ao real
📈 Conheça nossa assessoria de investimentos: bit.ly/49zq0Kb A quinta-feira foi de ganhos generalizados no continente asiático, mesma direção apontada pelos futuros em Wall Street, onde os títulos do Tesouro subiram à medida que os mercados globais se estabilizaram após a turbulência no início da semana.  O índice europeu Stoxx 600 sobe 0,3%, enquanto os futuros dos EUA apontam para os primeiros ganhos do S&P 500 em cinco dias. A Taiwan Semiconductor Manufacturing Co. relatou seu primeiro aumento de lucro em um ano, depois que a forte demanda por IA reavivou o crescimento da maior fabricante terceirizada de chips do mundo.  Por aqui, a Bolsa brasileira segue seu movimento de baixa, encerrando nesta quarta-feira mais um pregão no vermelho, o sexto seguido, ao fechar em baixa de 0,17%, aos 123.171 pontos. O Ibovespa até conseguiu recuperar os 125 mil no intraday, mas logo seguiu a tendência de queda. Esta sequência de seis pregões negativos não é vista desde o incrível recorde de 13 sessões seguidas em baixa, vista entre 1º e 17 de agosto de 2023. O dólar comercial, por sua vez, respirou, com queda de 0,50%, a R$ 5,24, interrompendo cinco altas enfileiradas. Ainda na quarta-feira, o presidente do BC, Roberto Campos Neto, em evento da XP no FMI, em Washington, deixou o quadro bem claro, mencionando a recente reprecificação de ativos com a deterioração do cenário internacional e percepção sobre riscos fiscais no Brasil, uma espécie de guia sobre os próximos passos do BC a depender da evolução do cenário. “Poderia haver uma redução da incerteza, o que significa que seguiríamos o caminho usual. Poderíamos ter um sistema no qual a incerteza continua a ser muito alta e não muda significativamente, o que pode significar uma redução no passo”, afirmou. O período de lockup para o investidor de referência que se juntará à Sabesp no processo de privatização da empresa de abastecimento de água de São Paulo durará até o final de 2029, informou o governo do Estado nesta quarta-feira. O governo paulista espera privatizar a Sabesp este ano por meio de uma oferta de ações. Como parte do acordo, o Estado -- que manterá uma participação na empresa -- decidiu que a companhia precisa conseguir um "investidor estratégico" para uma fatia de 15% na Sabesp, que deverá ser mantida até 2030. O acionista de referência será selecionado após uma disputa dividida em dois blocos. O governo paulista acrescentou que, após a privatização, a Sabesp terá nove membros no conselho de administração: três escolhidos pelo governo do Estado, três escolhidos pelo acionista de referência e três membros independentes. --- Send in a voice message: https://podcasters.spotify.com/pod/show/allurecapital/message
Morning Gallo #0445: Mercados ensaiam recuperação e Ibovespa tenta evitar 6ª queda consecutiva
Há 4 dias
Morning Gallo #0445: Mercados ensaiam recuperação e Ibovespa tenta evitar 6ª queda consecutiva
📈 Conheça nossa assessoria de investimentos: bit.ly/49zq0Kb A quarta-feira encerrou de forma mista para as principais bolsas asiáticas, com os futuros em Wall Street e as bolsas europeias subindo, com os lucros positivos de algumas das maiores empresas da região a melhorarem o ânimo, depois dos mercados terem sido agitados por uma perspectiva mais agressiva para as taxas de juro. O índice Stoxx Europe 600 avança cerca de 0,5%, com produtos e serviços de consumo liderando os ganhos. O petróleo Brent volta a ser negociado abaixo de US$ 90,00 o barril. Na sessão desta terça-feira, a Bolsa brasileira encerrou o quinto pregão seguido em queda, agora com menos 0,75%, aos 124.388,62 pontos. O Ibovespa não tinha uma sequência de cinco pregões seguidos desde os dias 17 a 23 de outubro (terça a segunda-feira) de 2023. O dólar comercial também emendou sua quinta sessão de ganhos frente ao real, em alta de 1,64%, a R$ 5,27, após bater nos R$ 5,28. O preço atual só perde para a cotação do dólar dos primeiros dias do atual governo do presidente Lula, quando a moeda deu um salto indo à faixa dos R$ 5,45, logo no começo de janeiro de 2023. As taxas dos títulos do Tesouro Direto renovaram as máximas do ano, nesta terça-feira (16), pelo terceiro dia consecutivo. Todos os títulos do Tesouro IPCA+ ultrapassaram os 6% e os prefixados se aproximam dos 12% ao ano. A abertura das taxas disparou após o Boletim Focus revisar a projeção para os juros ao fim de 2024. No documento divulgado nesta terça, os economistas aumentaram a estimativa da Selic de 9,00% para 9,13% – a projeção anterior se manteve estável por 15 semanas consecutivas. Para 2025, a estimativa se manteve estável em 8,50%, pela 19ª semana. As principais causas para a piora da situação dos ativos brasileiros, tanto os de risco quanto a moeda, são, novamente, a deterioração do cenário geopolítico mundial, a incerteza quanto à trajetória dos juros nos EUA e a piora fiscal brasileira. A B3 lança nesta quarta-feira (17) o índice futuro de Bitcoin. Os contratos, que terão vencimento mensal, poderão ser negociado das 9h às 18h30. Nesse tipo de operação, a liquidação é exclusivamente financeira, ou seja, não há compra e venda de criptomoedas. O produto irá se assemelhar às operações de minicontratos de índice, referenciado no Ibovespa, e de dólar, só que acompanhará o índice Nasdaq Bitcoin Reference Price (NQBTC) – o que já havia sido sinalizado desde 2022. O vencimento será sempre na última sexta-feira do mês. O valor de um contrato será o equivalente a 0,1 bitcoin, ou seja, 10% do valor da criptomoeda em reais. --- Send in a voice message: https://podcasters.spotify.com/pod/show/allurecapital/message
Morning Gallo #0444: Bolsas asiáticas encerram terça feira com perdas expressivas; Brent ultrapassa US$ 90,00 o barril
Há 5 dias
Morning Gallo #0444: Bolsas asiáticas encerram terça feira com perdas expressivas; Brent ultrapassa US$ 90,00 o barril
📈 Conheça nossa assessoria de investimentos: bit.ly/49zq0Kb A terça-feira foi de quedas expressivas e generalizadas em todo o continente asiático, mostrando que a liquidação em Wall Street verificada na abertura da semana tornou-se global, à medida que os investidores começam a “jogar a toalha” com a ameaça de taxas de juro mais elevadas durante mais tempo nos EUA, a lenta economia da China e diante de um possível contra-ataque israelita ao Irã. O índice Stoxx Europe 600 vai caindo 1,3%, ecoando movimentos nas ações asiáticas e norte-americanas. Depois de um avanço histórico no início do ano, os investidores têm alertado que os mercados estão atrasados ​​para uma retração. E com a época de balanços em curso, há uma preocupação crescente de que os líderes das grandes companhias ligadas à alta tecnologia terão dificuldade em justificar as suas valorizações acentuadas.O petróleo Brent volta a ser negociado acima dos US$ 90,00 o barril, enquanto o dólar à vista emplacou nesta segunda-feira a quarta sessão consecutiva de alta e encerrou no maior valor ante o real desde março do ano passado, após dados do varejo dos EUA reforçarem a perspectiva de juros altos por mais tempo e o mercado receber com pessimismo a redução da meta fiscal brasileira para 2025. O dólar à vista fechou o dia cotado a 5,1835 reais na venda, em alta de 1,21%. Este é o maior valor de fechamento para a moeda norte-americana desde 27 de março de 2023, quando encerrou em 5,2075. Em abril, a divisa acumula elevação de 3,35%. A Bolsa brasileira emplacou a quarta derrota seguida, com o Ibovespa encerrando a segunda-feira com baixa de 0,49%, aos 125.333 pontos, mesmo contando com o apoio de dois de seus nomes mais fortes. A Vale (VALE3) subiu 0,58%, acompanhando o minério de ferro, que teve novo dia de alta e ajudou o ativo.  Já a Petrobras (PETR4) fechou com ganhos de 0,95%, apesar do petróleo em queda na sessão desta segunda-feira, pressionado pela situação instável no Oriente Médio. Ainda aqui no Brasil, a equipe econômica apresentou o PLDO (Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias) ao Congresso nesta 2ª feira. O governo decidiu alterar o objetivo fiscal para 2025: saiu de um superávit primário de 0,5% do PIB (Produto Interno Bruto) para um déficit zero –a mesma meta de 2024. Pelo que o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, afirma desde o início de 2023, esperava-se que o governo determinasse um superávit de 0,5% do PIB em 2025. Ou seja, as receitas iriam superar as despesas e as contas fechariam no azul. O resultado foi atrasado para dar espaço a uma meta neutra. --- Send in a voice message: https://podcasters.spotify.com/pod/show/allurecapital/message
Morning Gallo #0443: Mercados tentam retomar normalidade após escalda do conflito no Oriente Médio
Há 6 dias
Morning Gallo #0443: Mercados tentam retomar normalidade após escalda do conflito no Oriente Médio
📈 Conheça nossa assessoria de investimentos: bit.ly/49zq0Kb As principais bolsas asiáticas abriram a semana em queda, exceção ao índice Shangai na China, que encerrou a segunda-feira com alta de 1,26%, enquanto os futuros em Wall Street e os mercados da Europa buscam retomar a normalidade,com os investidores especulando sobre os esforços diplomáticos para evitar a escalada do conflito entre Irã e Israel. O petróleo Brent opera abaixo de US$ 90 por barril enquanto o ouro avançou para US$ 2.347 a onça. O Conselho de Segurança da ONU discutiu a escalada do conflito no Oriente Médio em reunião emergencial neste domingo . Apesar da tensão entre os países da região ser a pauta principal, o encontro foi finalizado sem declaração oficial dos países-membros. O pedido de reunião foi feito por Israel depois dos ataques do Irã em território israelense na noite de sábado. Os mercados se preparam para um início de semana turbulento, de olho especialmente no petróleo e no dólar – que, no único mercado aberto 24 horas por dia, já deu indícios de mais alta diante do acirramento do conflito no Oriente Médio. Nos próximos dias, porém, a agenda de indicadores estará mais esvaziada. Por outro lado, a safra de resultados corporativos começa a engrenar, após os primeiros resultados, nos EUA, de bancos. No Brasil, a semana começa com apresentação da balança comercial pela Secretaria de Comércio Exterior (SECEX). No dia seguinte, a Fundação Getúlio Vargas (FGV) divulga seu Índice Geral de Preços (IGP-10), com dados de abril. Já o Banco Central (BC) traz o Boletim Focus. Os dados do Monitor do PIB, de fevereiro, serão conhecidos no mesmo dia. Na quarta-feira, será a vez do Índice IBC-BR, de atividade econômica de fevereiro, conhecido como prévia do PIB, com projeção do Bradesco de alta de 0.9, na comparação mensal. Em Brasília, as atenções se voltarão para o Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO), de 2025. A divulgação, que ocorrerá na segunda-feira, traz as prioridades e metas para o governo no ano que vem. --- Send in a voice message: https://podcasters.spotify.com/pod/show/allurecapital/message
Morning Gallo #0442: Futuros operam estáveis em NY e Ibovespa luta para se manter positivo no acumulado da semana
12-04-2024
Morning Gallo #0442: Futuros operam estáveis em NY e Ibovespa luta para se manter positivo no acumulado da semana
📈 Conheça nossa assessoria de investimentos: bit.ly/49zq0Kb A sexta-feira encerrou com perdas generalizadas na Ásia (exceção ao índice Nikkei, no Japão), com os futuros em Wall Street operando próximos da estabilidade e as bolsas europeias registrando a maior recuperação num mês, à medida que as tensões latentes no Oriente Médio vão empurrando os preços das commodities para cima e a perspectiva de cortes nas taxas de juro da área da zona do euro impulsiona os setores mais sensíveis aos custos dos empréstimos. O índice Stoxx 600 avança 1,1%, com ações de mineração, energia e tecnologia liderando os ganhos. O petróleo Brent subiu acima de US$ 90 por barril, enquanto os investidores observam como o Irã poderá responder a um ataque mortal ao seu complexo diplomático na Síria na semana passada. O ouro atingiu um recorde perto de US$ 2.400 a onça.As bolsas de Nova York avançaram nesta quinta-feira (exceção ao índice Dow Jones), com destaque para o Nasdaq, que avançou mais de 1,5% e renovou a sua máxima histórica. O avanço se deu após os dados do índice de preços ao consumidor (CPI) de março nos Estados Unidos divulgados na véspera pressionarem os papeis, aumentando as perspectivas de um Federal Reserve com juros mais altos por mais tempo. No entanto, a inflação ao produtor (PPI) divulgada nesta quinta-feira, apresentou desaceleração acima do esperado. Investidores se preparam ainda para o começo da temporada de divulgação de balanços.Na contramão, o Ibovespa cedeu 0,51%, aos 127.396,35 pontos, em dia de variações contidas para as ações e os setores de maior peso na B3. Mesmo com perdas nas duas últimas sessões, a bolsa brasileira ainda avança 0,47% na semana, após os bons desempenhos na segunda e terça-feira. No mês, acumula perda de 0,55% e, no ano, cede agora 5,06%.No câmbio, o dólar encerrou em alta de 0,24%, cotado a R$ 5,0906 - maior valor de fechamento desde 9 de outubro (R$ 5,13).Ainda por aqui, a Justiça Federal em São Paulo suspendeu o mandato do presidente do Conselho de Administração da Petrobras, Pietro Sampaio Mendes, por conflito de interesses. O juiz Paulo Cezar Neves Júnior, da 21ª Vara Cível Federal do Estado, decidiu, nesta 5ª feira pelo afastamento do executivo, que também é secretário de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis do Ministério de Minas e Energia. Foi ordenada a suspensão dos seus pagamentos.  “É certo que a posição que o indicado atualmente ocupa o faz ser detentor de informações estratégicas e proponente de políticas públicas que têm relação direta com as atividades desenvolvidas pela Companhia, atraindo o conflito de interesses”, disse o juiz no documento. --- Send in a voice message: https://podcasters.spotify.com/pod/show/allurecapital/message
Morning Gallo #0441: Futuros recuam em NY após divulgação do CPI indicar juros altos por mais tempo
11-04-2024
Morning Gallo #0441: Futuros recuam em NY após divulgação do CPI indicar juros altos por mais tempo
📈 Conheça nossa assessoria de investimentos: bit.ly/49zq0Kb A quinta-feira registrou um fechamento misto no continente asiático, enquanto os futuros em Wall Street operam no terreno negativo, sacudidos pelos dados de inflação norte-americanos mais quentes do que o esperado, que forçaram os investidores a reduzir as apostas nos cortes das taxas de juro pelo Federal Reserve. A atenção volta-se agora para a decisão política monetária desta quinta-feira na Europa.A preocupação central é saber, agora, quando o FED vai começar o ciclo de queda de suas taxas. A chance deste movimento ser iniciado em junho caiu de 50% para 19% após os dados revelados pelo CPI. Hoje é dia de conhecermos a inflação ao produtor (PPI). O presidente do Banco Central do Brasil, Roberto Campos Neto, comentou os números norte-americanos, que classificou como “bastante ruins”. “As circunstâncias externas, dado que o grande padrão de liquidez mundial está baseado no que acontece com a taxa de juros norte-americana… eu diria que em termos de taxa de juro americana, mudou tudo”, referindo-se às perspectivas de que o ciclo de corte lá pode não iniciar em junho.A inflação também foi destaque por aqui, com a divulgação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), o indicador de inflação oficial do País, que desacelerou para 0,16% em março, após subir 0,83% em fevereiro. No ano, o IPCA acumula alta de 1,42% e, nos últimos 12 meses, de 3,93%. Em março de 2023, a variação havia sido de 0,71%. A inflação no Brasil está controlada, apresentando uma elevação cada vez menor, enquanto o nível de desemprego diminui, na visão do Ministro da Fazenda, Fernando Haddad. Em entrevista a jornalistas, o ministro ponderou que o cenário econômico segue desafiador, com necessidade de um equacionamento das contas públicas, destacando a expectativa de votações importantes no Congresso Nacional que têm efeito fiscal.O CPI acima do projetado pelo mercado acabou sobrepondo o otimismo com uma inflação mais comportada no cenário local. Além de fatal para os índices em Wall Street, o principal índice em São Paulo também repercutiu a hipótese cada vez mais crescente de juros mais longos por mais tempo lá fora, caindo 1,41%, aos 128.053, assim como o dólar, que fechou com alta de 1,41%, a R$ 5,07, no maior patamar desde outubro do ano passado. --- Send in a voice message: https://podcasters.spotify.com/pod/show/allurecapital/message
Morning Gallo #0440: CPI, ata do FOMC e IPCA de março são destaques nesta quarta-feira
10-04-2024
Morning Gallo #0440: CPI, ata do FOMC e IPCA de março são destaques nesta quarta-feira
📈 Conheça nossa assessoria de investimentos: bit.ly/49zq0Kb A quarta-feira foi de perdas generalizadas no continente asiático (exceção ao índice Hang Seng, em Hong Kong), com os futuros em Wall Street avançando timidamente, à espera tanto do CPI (inflação ao consumidor nos EUA) e do PPI (inflação ao produtor, na quinta), quanto da ata da última reunião do Federal Reserve, com os investidores em busca de pistas sobre quando de fato a autoridade monetária deve começar a cortar as taxas de juros. É improvável, porém, que o relatório mensal sobre os preços ao consumidor resolva por si o debate em torno do momento dos cortes, com os analistas esperando alguma moderação após leituras elevadas de inflação no início do ano. O índice de preços ao consumidor excluindo alimentos e energia, um indicador-chave da inflação subjacente, provavelmente subiu 0,3% no mês passado em relação a fevereiro, de acordo com a estimativa mediana de uma pesquisa da Bloomberg com economistas. Embora isso represente uma queda em relação aos dois meses anteriores, pode não ser suficiente para acalmar as preocupações entre os responsáveis ​​do banco central que procuram leituras ainda mais baixas. No Brasil a inflação também é destaque: antes do IPCA de março previsto para hoje, o Boletim Focus (divulgado ontem) mostrou que as projeções tanto para a inflação quanto para o PIB voltaram a subir. A estimativa do IPCA para este ano passou de 3,75% para 3,76% na semana, enquanto a previsão para a inflação de 2025 foi elevada de 3,51% para 3,53%; para o PIB, a estimativa foi de +1,89% para +1,90%. Ainda na cena local, a regulamentação da reforma tributária sobre o consumo deverá ser enviada na próxima semana ao Congresso Nacional, informou nesta segunda-feira (8) o ministro da Fazenda, Fernando Haddad. Ele reuniu-se com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), o ministro de Relações Institucionais, Alexandre Padilha, e líderes partidários para discutir a pauta econômica do governo no Congresso. Na sessão desta terça-feira, o Ibovespa operou novamente descolado de Nova York. Enquanto lá, o fechamento foi misto, a bolsa brasileira avançou 0,80%, aos 129.890,37 pontos, enquanto o dólar retornou à casa dos R$5,00 ao cair 0,47%. --- Send in a voice message: https://podcasters.spotify.com/pod/show/allurecapital/message
Morning Gallo #0439: Futuros em NY operam estáveis e preços de commodities seguem em alta
09-04-2024
Morning Gallo #0439: Futuros em NY operam estáveis e preços de commodities seguem em alta
📈 Conheça nossa assessoria de investimentos: bit.ly/49zq0Kb A terça-feira foi de fechamento misto no continente asiático, com os futuros em Wall Street operando muito próximos da estabilidade, à medida que o minério de ferro se encaminha para o seu maior avanço em dois dias dos últimos dois anos. Os rendimentos do Tesouro americano se estabilizaram depois que as taxas dos papeis de 10 anos subiram para o nível mais alto desde novembro, a um passo da “barreira psicológica” de 4,5% .  Embora os mercados sejam favoráveis agora ​​a apenas dois cortes nas taxas de juros americanas este ano, o antigo presidente do Fed de St. Louis, James Bullard, disse que três reduções continuam a ser “o cenário base”.  Entre as commodities, o petróleo vai sendo negociado perto das máximas dos últimos cinco meses, uma vez que os investidores ponderam as tensões latentes no Oriente Médio e as persistentes preocupações com a oferta. Israel disse que houve progresso nas negociações para um cessar-fogo em Gaza, sinalizando um potencial abrandamento das hostilidades, mas o Hamas negou a afirmação. O ouro vai mantendo seu preço próximo das máximas históricas, com uma subida de mais 17% desde Fevereiro. O cobre vai sendo negociado perto da maior alta em 15 meses, à medida que a oferta diminui e a produção global se recupera. Economistas consultados pela Bloomberg preveem que o índice de preços ao consumidor dos EUA nesta quarta-feira mostrará algum alívio nas pressões inflacionárias. No entanto, o núcleo, que exclui os custos dos alimentos e da energia, subiria 3,7% em relação ao ano anterior – acima da meta de 2% do Fed. Por aqui, o Ibovespa operou descolado das principais bolsas de NY novamente nesta segunda-feira, surfando o avanço no preço das commodities. As ações da Vale dispararam 5,46%, na maior alta diária desde 1º de setembro de 2023.Enquanto por lá, os mais importantes índices praticamente não se afastaram do zero a zero, a bolsa brasileira conseguiu uma forte alta de 1,63%, aos 128.857 pontos, fazendo o mês de abril virar para positivo, com 0,59%. --- Send in a voice message: https://podcasters.spotify.com/pod/show/allurecapital/message