Morning Call by Allure Capital - Mercado Financeiro, Política, Geopolítica, História e Economia

Filipe Teixeira (Instagram: @filipe_st) e Thiago Lopes

Sua dose diária de informação, bom humor, história e muito rock n roll! Sigam-me os bons: instagram.com/allurecapital / instagram.com/filipe_st / Conheça nossa assessoria de investimentos: pages.allurecapital.com.br/abra-sua-conta/ read less
NotíciasNotícias

Episódios

Morning Gallo #0466: Futuros operam estáveis em NY após recuo de máximas históricas
Ontem
Morning Gallo #0466: Futuros operam estáveis em NY após recuo de máximas históricas
📈 Conheça nossa assessoria de investimentos: bit.ly/49zq0Kb As ações asiáticas encerraram a sexta-feira sem direção única, com os futuros em Wall Street operando estáveis, uma vez que as apostas reduzidas para a flexibilização da política do Federal Reserve levaram a uma retirada dos ativos mais arriscados. O Stoxx Europe 600 cai 0,2%, pressionado por setores sensíveis às taxas, como tecnologia e o setor imobiliário. Os contratos futuros dos EUA pouco mudaram depois de recuar de suas máximas históricas na sessão anterior. As bolsas de Nova York fecharam em queda nesta quinta-feira, 16, com gradual arrefecimento ao longo da tarde depois de terem renovado recorde pouco depois da abertura. Indicadores econômicos divergentes mantiveram a aposta em corte de juros nos EUA este ano, mas o cenário piorou após a dirigente Loretta Mester, do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), reforçar discurso mais cauteloso.O Ibovespa se manteve em margem de flutuação estreita nesta quinta-feira, 16, entre mínima de 127.922,45 e máxima de 128.965,46 pontos, para encerrar em leve alta de 0,20%, aos 128.283,62, recuperando parte da perda, também discreta (-0,38%), do dia anterior. Após o vencimento de opções sobre o Ibovespa na quarta-feira, o giro financeiro ficou em R$ 23,5 bilhões na sessão desta quinta. Na semana, o Ibovespa avança 0,54% e, no mês, ganha 1,87% - no ano, a perda segue em 4,40%.Em Brasília, o líder do governo no Congresso, senador Randolfe Rodrigues (sem partido-AP), confirmou que o Senado deve votar na próxima semana os dois projetos de lei sobre a desoneração dos municípios e dos 17 setores. Segundo Randolfe, a ideia dos líderes e do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), é a de que a votação possa ocorrer na terça-feira (21) ou na quarta-feira (22). “A pretensão dos líderes e do Rodrigo é votarmos na semana que vem, na terça ou na quarta”, afirmou. --- Send in a voice message: https://podcasters.spotify.com/pod/show/allurecapital/message
Morning Gallo #0465: Mercados globais renovam máximas históricas após dados de inflação nos EUA
Há 2 dias
Morning Gallo #0465: Mercados globais renovam máximas históricas após dados de inflação nos EUA
📈 Conheça nossa assessoria de investimentos: bit.ly/49zq0Kb A quinta-feira começa com ganhos generalizados no fechamento das principais bolsas asiáticas, mesma direção apontada pelos futuros em NY e pelas bolsas europeias, que oscilam perto de suas máximas históricas na abertura das negociações, depois de os dados de inflação dos EUA terem reforçado as apostas de que o Federal Reserve começará a cortar as taxas de juro ainda este ano. O índice Stoxx Europe 600 opera estável, enquanto o índice MSCI All Country World avançou pelo quinto dia em sua mais longa sequência de ganhos desde julho de 2023. Os contratos futuros do S&P 500 e do Nasdaq 100 obtiveram pequenos ganhos depois que ambos os indicadores estabeleceram novos topos históricos na sessão de ontem. O CPI subiu 0,3% em abril ante março nos EUA, abaixo da mediana do Projeções Broadcast, de alta de 0,4%. O núcleo avançou também 0,3%, como esperado. O dado serviu para reforçar as apostas de um corte de juros na reunião de setembro. Por aqui, com a queda vertiginosa dos papeis da Petrobras e as perdas verificadas nas ações de grandes bancos, o Ibovespa virou para o negativo nesta quarta-feira, cedendo 0,38%, aos 128.027,59 pontos, no fechamento. A notícia que pautou o dia veio na noite anterior: a substituição de Jean Paul Prates por Magda Chambriard no comando da Petrobras, definida por Lula com apoio dos ministros Alexandre Silveira (Minas e Energia) e Rui Costa (Casa Civil), adversários do ex-senador petista. De modo geral, a manobra foi vista como a realização de um antigo desejo do principal acionista, a União, de influenciar as decisões da empresa, especialmente em relação a investimentos que estimulem a economia. Com a chegada de um nome associado ao governo Dilma Rousseff, a impressão inicial é que lições mal assimiladas do passado - como os pedidos domésticos para impulsionar setores como a indústria naval - retornarão com a engenheira Chambriard, ex-funcionária de carreira da estatal e ex-diretora-geral da ANP, a Agência Nacional do Petróleo, órgão regulador do setor.Na política, o ministro da Advocacia-Geral da União, Jorge Messias, solicitou ao Supremo Tribunal Federal (STF) a suspensão de uma medida liminar que acabava com a desoneração da folha de salários para empresas de 17 setores e municípios com até 156,2 mil habitantes. A decisão obrigava as empresas a pagarem ao INSS 20% sobre a folha de abril até 20 de maio. O pedido foi encaminhado ao ministro Cristiano Zanin, que havia dado a decisão original. Lula revelou que a solicitação ao STF foi feita para forçar uma negociação com o Congresso e os setores afetados. Um acordo político foi alcançado em 9 de maio. A AGU agora pede ao STF que suspenda a medida liminar até que o Congresso vote, em até 60 dias, o projeto de lei apresentado pelo senador Efrain Filho (União Brasil-PB). --- Send in a voice message: https://podcasters.spotify.com/pod/show/allurecapital/message
Morning Gallo #0464: Futuros operam estáveis em NY no aguardo da divulgação do CPI
Há 3 dias
Morning Gallo #0464: Futuros operam estáveis em NY no aguardo da divulgação do CPI
📈 Conheça nossa assessoria de investimentos: bit.ly/49zq0Kb A quarta-feira começa com fechamentos mistos nas principais bolsas asiáticas, enquanto os futuros em Wall Street operam muito próximos da estabilidade, em meio ao otimismo de que o principal relatório de inflação dos EUA nesta quarta-feira não prejudicará os argumentos a favor dos cortes nas taxas de juros do Federal Reserve. As ações europeias avançam, enquanto o MSCI All Country World Index prolongou a sua mais longa série de ganhos desde janeiro. Na preparação para os dados do índice de preços no consumidor dos EUA , o S&P 500 avançou apesar dos sinais de Jerome Powell de que as taxas de juro serão mais elevadas durante mais tempo.Os principais índices de Wall Street avançaram nesta terça-feira e o índice de tecnologia Nasdaq atingiu um recorde de fechamento, com o chairman do Federal Reserve, Jerome Powell, tranquilizando investidores enquanto eles digeriam dados de inflação ao produtor e aguardavam o relatório crucial de inflação ao consumidor nesta quarta-feira. Os preços ao produtor norte-americano aumentaram mais do que o esperado em abril, conforme o custo de serviços e mercadorias subiu acentuadamente, levando investidores a reduzir apostas em um primeiro corte na taxa de juros em setembro. Por aqui, o mercado absorveu bem, ainda que de forma moderada, a ata do Comitê de Política Monetária (Copom), e o resultado foi uma recuperação discreta dos ativos brasileiros na sessão de ontem, com Bolsa em alta, dólar em baixa frente ao real e acomodação da curva de juros doméstica. O Ibovespa fechou o dia com ganhos de 0,28%, aos 128.515,49 pontos, entre mínima de 127.961,78 e máxima de 128.964,68 na sessão, em que saiu de abertura aos 128.154,79 pontos. Após ter iniciado a semana a R$ 18,4 bilhões, o giro financeiro subiu nesta terça para R$ 23,6 bilhões. Na semana, o índice da B3 acumula ganho de 0,72% e, no mês, avança 2,06% - no ano, cai 4,23%. No noticiário corporativo, a Petrobras informou que recebeu ofício do Ministério de Minas e Energia (MME) com a indicação de Magda Maria de Regina Chambriard para exercer os cargos de Presidente da companhia e de membro do Conselho de Administração. A indicação de Magda acontece logo após a confirmação, mais cedo, por parte da Petrobras, da demissão de Jean Paul Prates, após um longo período de desgaste com os ministros de Minas e Energia, Alexandre Silveira, e da Casa Civil, Rui Costa. Segundo ofício do Ministério de Minas e Energia, recebido pela Petrobras, a indicação de Magda será submetida aos procedimentos internos de governança corporativa. Isso deve acontecer após as formalizações do processo de renúncia de Prates. --- Send in a voice message: https://podcasters.spotify.com/pod/show/allurecapital/message
Morning Gallo #0463: Futuros operam estáveis em NY; Ata do Copom deve indicar futuro da política monetária no Brasil
Há 4 dias
Morning Gallo #0463: Futuros operam estáveis em NY; Ata do Copom deve indicar futuro da política monetária no Brasil
📈 Conheça nossa assessoria de investimentos: bit.ly/49zq0Kb A terça-feira foi de fechamento misto para as principais bolsas asiáticas, com os futuros em Wall Street operando estáveis, uma vez que os investidores se concentram  agora nos próximos relatórios de inflação dos EUA.  O índice Stoxx Europe 600 opera próximo da estabilidade, pairando perto de sua máxima histórica.  As bolsas de Nova York fecharam sem sinal único nesta segunda-feira, 13, em uma sessão de agenda esvaziada em indicadores macroeconômicos. Os investidores aguardam com grande expectativa a publicação do índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) e produtor (PPI) de abril nos Estados Unidos, o que deve oferecer sinalizações sobre os próximos passos para a política monetária. O vice-presidente do Federal Reserve, Philip Jefferson, disse nesta segunda considerar apropriado manter juros em nível restritivo até se ter mais evidências no progresso na inflação, dada a recente atenuação do processo desinflacionário.Por aqui, o Ibovespa fechou a segunda-feira em alta, em meio à repercussão de resultados corporativos, com destaque para Azul, BTG Pactual e Yduqs. Investidores também aguardam a ata da última reunião de política monetária do banco central brasileiro nesta terça-feira antes da abertura, principalmente após a decisão dividida da semana passada, que reduziu a Selic para 10,50% ao ano. Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa subiu 0,44%, a 128.154,79 pontos, tendo chegado a 128.669,39 pontos na máxima e a 127.598,83 pontos na mínima do pregão. O volume financeiro somou 18,35 bilhões de reais, abaixo da média diária no ano de 23,95 bilhões de reais. A pesquisa Focus divulgada nesta segunda-feira mostrou que a mediana das projeções agora aponta a Selic a 9,75% no final do ano, de 9,63% no levantamento anterior. Para a decisão de junho, permaneceu a projeção de corte de 0,25 ponto percentual.No noticiário corporativo, a Petrobras lucrou R$ 23,7 bilhões de forma líquida no primeiro trimestre de 2024, com queda de 37,9% na base anual e com recuo de 23,7% na base sequencial. O lucro líquido ainda é menor ao consenso da LSEG, que previa R$ 30,1 bilhões. Segundo a estatal, o resultado é principalmente atribuído aos menores volumes de vendas e à redução do preço do petróleo e da margem de diesel. A Petrobras anunciou ainda o pagamento de dividendos e Juros sobre Capital Próprio (JCP) no montante de R$ 13,45 bilhões, equivalentes a R$ 1,04 por ação. --- Send in a voice message: https://podcasters.spotify.com/pod/show/allurecapital/message
Morning Gallo #0462: Ata do Copom, dados de emprego e IBC-Br são destaques da semana iniciada hoje
Há 5 dias
Morning Gallo #0462: Ata do Copom, dados de emprego e IBC-Br são destaques da semana iniciada hoje
📈 Conheça nossa assessoria de investimentos: bit.ly/49zq0Kb A segunda-feira foi de perdas para as principais bolsas asiáticas (exceção ao índice Hang Seng de Hong Kong), com os futuros em Wall Street operando no terreno positivo, enquanto os investidores aguardam dados importantes no final desta semana que podem lançar luz sobre as perspectivas para as taxas de juros em ambos os lados do Atlântico. O índice Stoxx Europe 600 opera estável depois de registar o seu melhor retorno semanal desde Janeiro, entre o otimismo de que o Banco Central Europeu está pronto para flexibilizar a política já no próximo mês.  Na semana que passou, o grande destaque foi a decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) que decidiu pelo corte de 0,25 ponto percentual na taxa Selic. A ata da reunião, a ser divulgada nesta terça-feira (14) será observada de perto pelos investidores, uma vez que 5 membros do comitê – incluindo o presidente do Banco Central – votaram para uma redução de 0,25 ponto percentual, enquanto 4 diretores optaram por um corte de 0,50 p.p. Ao contrário do início do ciclo, que também começou com um placar dividido, o comunicado não explicitou os motivos dos votos de cada grupo. Além disso, também não há um comprometimento com relação aos próximos passos da política monetária. Assim, o documento a ser divulgado trará mais informações acerca da leitura do BC sobre a conjuntura doméstica e o cenário global.Os próximos dias serão marcados ainda pela apresentação da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD Contínua) e pela Pesquisa Mensal de Serviços Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A semana também contará com o fim da temporada de resultados do primeiro trimestre de 2024, com importantes divulgações, como a Petrobras (PETR4) na segunda-feira (13).Na quarta-feira, o índice IBC-Br de atividade econômica será apresentado pelo Banco Central, assim como os dados semanais de fluxo cambial.No campo político, a expectativa é que os esforços continuem focados em medidas de auxílio ao estado do Rio Grande do Sul diante das enchentes. Nos últimos dias, o Congresso aprovou um projeto de lei proposto pelo governo para declarar estado de calamidade pública, autorizando o uso de fundos na região sem se preocupar com a meta fiscal. Além disso, foi realizado pacote de ajuda de R$ 50 bilhões provenientes de adiantamentos de despesas ou de adiamento temporário de impostos. --- Send in a voice message: https://podcasters.spotify.com/pod/show/allurecapital/message
Morning Gallo #0461: Bolsas avançam no exterior em dia de divulgação do IPCA de abril
10-05-2024
Morning Gallo #0461: Bolsas avançam no exterior em dia de divulgação do IPCA de abril
📈 Conheça nossa assessoria de investimentos: bit.ly/49zq0Kb A sexta-feira começa bem-humorada para os mercados, com ganhos generalizados no fechamento asiático e avanço também nos futuros em Wall Street, em razão do forte otimismo em termos de lucros e aos dados dos EUA que apoiaram a defesa dos cortes nas taxas de juro.  Na Europa, o Stoxx 600 avança 0,9%, encaminhando-se para o seu melhor ganho semanal em mais de três meses. Os contratos do S&P 500 subiram 0,4% depois que o índice fechou a menos de 1% de sua máxima histórica.  O Dow Jones encerrou em alta pela sétima sessão seguida nesta quinta-feira, quando os três principais índices acionários dos Estados Unidos tiveram ganhos depois que dados semanais de pedidos de auxílio-desemprego ofereceram novas esperanças de cortes na taxa de juros. Outros índices de referência também se beneficiaram. O S&P 500 fechou acima de 5.200 pontos pela primeira vez desde 9 de abril.Por aqui, a sessão foi de perdas para o Ibovespa, em meio ao noticiário corporativo movimentado, com Banco do Brasil caindo mais de 4% após divulgar resultado do primeiro trimestre, além da reação dos investidores à decisão do Banco Central de reduzir o ritmo de corte da taxa básica de juros, promovendo um corte de 0,25 ponto percentual na Selic, para 10,50% ao ano, em decisão dividida, além de abandonar sua indicação sobre o futuro dos juros básicos. Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa caiu 1%, a 128.188,34 pontos. O volume financeiro somou 25,67 bilhões de reais.O receio de que o Banco Central possa se tornar mais brando no combate à inflação a partir de 2025, quando os dirigentes indicados pelo governo Lula se tornarão maioria na instituição, fez o dólar à vista subir mais de 1% nesta quinta-feira, com as cotações refletindo uma percepção de aumento do risco no Brasil, após a decisão do BC na véspera sobre a Selic. O dólar à vista fechou o dia cotado a 5,1432 reais na venda, em alta de 1,02%. Em maio, porém, a divisa ainda acumula baixa de 0,95%.Na sessão de hoje, as atenções se voltam para a divulgação do indicador de inflação oficial do país referente a abril (IPCA), sendo que a expectativa de consenso indica uma variação mensal em torno de 0,35%.  Em março, a inflação havia desacelerado para uma alta de 0,16%. Assim, o indicador em doze meses está atualmente em 3,93%, enquanto a meta estabelecida pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) é de 3%, com intervalo tolerância de 1,5 ponto percentual para mais ou para menos. Se a projeção consensual se concretizar, o índice cairia para 3,66%. --- Send in a voice message: https://podcasters.spotify.com/pod/show/allurecapital/message
Morning Gallo #0460: EWZ IShares Brazil recua em NY após decisão do Copom
09-05-2024
Morning Gallo #0460: EWZ IShares Brazil recua em NY após decisão do Copom
📈 Conheça nossa assessoria de investimentos: bit.ly/49zq0Kb A quinta-feira abre com desempenho misto para as principais bolsas asiáticas, enquanto os futuros em Wall Street recuam, antes da decisão do Banco da Inglaterra sobre as taxas de juros e dos dados sobre os pedidos iniciais de seguro-desemprego nos EUA.  O Stoxx 600 da Europa recua após uma sequência de quatro dias de ganhos, enquanto os futuros do S&P 500 apontam para uma abertura no campo negativo em NY. Os títulos do Tesouro americano de dez anos caíram pelo segundo dia, depois que um leilão de venda de US$ 42 bilhões em notas de 10 anos recebeu uma demanda apenas morna.  A reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central do Brasil foi concluída nesta quarta-feira (8) com uma decisão em linha com o esperado pela maior parte do mercado financeiro: uma redução em 0,25 ponto-base na Selic, para 10,5%, apontando uma desaceleração do ritmo após seguidas reduções de 0,5 ponto (6). Porém, os detalhes do comunicado que veio junto com a reunião e a forte divisão entre os integrantes do Copom (5x4) devem dar o tom dos mercados na sessão desta quinta-feira (9) e no médio prazo. O EWZ, iShares MSCI Brazil, ETF (fundo de índice) que representa os recibos de ADRs das ações de empresas listadas na bolsa de NY, caía 0,4%, às 06h30 (horário de Brasília), após cair cerca de 1,8% logo após a decisão do Copom. Esse movimento pode sinalizar uma sessão de aversão ao risco para o investidor. O vice-presidente Geraldo Alckmin (PSB) afirmou na noite desta quarta-feira, 8, que o ritmo de cortes da taxa básica de juros, a Selic, "precisa ser maior, sem hesitações".  Já o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, afirmou que não vai comentar a decisão do Copom: “Depois eu comento”, disse. Antes do anúncio, Haddad ponderou que “a taxa de juros continua uma das mais elevadas do mundo e que a inflação de março e a prévia de abril se comportaram muito bem. A inflação de março foi 0,16% e, no IPCA-15, a expectativa do mercado era 0,29% e foi de 0,21%”. Na sessão de ontem, o Ibovespa fechou em alta, com 0,21%, aos 129.480,89 pontos, um ganho de 270,41 pontos, com os investidores aguardando a decisão do Copom sobre a Selic. O mesmo sentimento se abateu sobre o dólar comercial, que acabou com alta de 0,47%, a R$ 5,09. --- Send in a voice message: https://podcasters.spotify.com/pod/show/allurecapital/message
Morning Gallo #0459: Apostas divididas marcam decisão do Copom nesta quarta-feira
08-05-2024
Morning Gallo #0459: Apostas divididas marcam decisão do Copom nesta quarta-feira
📈 Conheça nossa assessoria de investimentos: bit.ly/49zq0Kb As principais bolsas asiáticas fecharam a sessão desta quarta-feira em queda (exceção ao índice Kospi, da Coreia do Sul), enquanto os futuros em Wall Street operam próximos da estabilidade, ainda na esteira de uma uma série de resultados corporativos fortes em relação ao primeiro trimestre do ano.O Stoxx 600 avança 0,3% e o dólar avançou em relação à cesta de moedas fortes pela terceira sessão seguida com o aumento dos rendimentos pagos pelo Tesouro americano. As bolsas de Nova York fecharam perto da estabilidade nesta terça-feira, em uma sessão na qual indicativos para a política monetária do Federal Reserve foram observados com atenção. Os comentários do presidente do Fed de Minneapolis, Neel Kashkari, ganharam destaque, com o dirigente apontando para pontos de persistência na inflação.  Por aqui, o Ibovespa fechou a terça-feira em alta, tendo a cena corporativa no centro das atenções, com Itaú Unibanco avançando 2% após resultado sólido no primeiro trimestre, enquanto Vamos, Rede D'Or  e Vivara também foram destaque positivo após seus respectivos balanços. Investidores também continuam avaliando reflexos em várias empresas da tragédia no Rio Grande do Sul, que já registra 90 mortes por causa das chuvas devastadoras que atingiram o Estado na semana passada. O Ibovespa fechou em alta de 0,58%, a 129.210,48 pontos. O volume financeiro somou 23,356 bilhões de reais. O dólar fechou praticamente estável ante o real pela segunda sessão consecutiva, com investidores mantendo a cautela quanto ao tamanho do corte da taxa básica de juros Selic nesta quarta-feira, quando termina a reunião do  Comitê de Política Monetária (Copom). Na política, O presidente do Congresso Nacional, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), promulgou na noite desta 3ª feira o PDL (Projeto de Decreto Legislativo) 236 de 2024, que reconhece o estado de calamidade pública no Rio Grande do Sul até 31 de dezembro. O texto autoriza o governo a excluir da meta fiscal as despesas realizadas via meio de crédito extraordinário para atender o povo gaúcho. --- Send in a voice message: https://podcasters.spotify.com/pod/show/allurecapital/message
Morning Gallo #0458: Futuros avançam em NY após alta expressiva na abertura da semana
07-05-2024
Morning Gallo #0458: Futuros avançam em NY após alta expressiva na abertura da semana
📈 Conheça nossa assessoria de investimentos: bit.ly/49zq0Kb As principais bolsas asiáticas fecharam a terça-feira de forma mista, com os futuros avançando moderadamente em Wall Street (exceção aos futuros do índice Nasdaq), refletindo as perspectivas de que o Federal Reserve começará a cortar as taxas de juros ainda este ano, além de uma série de resultados corporativos que empurraram as ações em NY nesta início de semana. O índice Stoxx Europe 600 subiu para o seu nível mais alto em mais de um mês, seguindo o exemplo dos ganhos de Wall Street na segunda-feira. Os futuros de ações dos EUA permaneceram estáveis ​​depois que o S&P 500 fechou em alta de 1% e acima do preço médio dos últimos 50 dias. O avanço em Wall Street vem na sequência dos números de emprego de abril divulgados na última sexta-feira, que ampliaram as perspectivas de cortes de juros em alguma das próximas reuniões do Federal Reserve. A segunda-feira contou com as falas de alguns dirigentes da entidade, que não ofereceram sinais contrários a esta perspectiva. Por aqui, as dúvidas em relação ao impacto fiscal da ajuda federal ao Rio Grande do Sul, em meio aos efeitos das cheias sem precedente no Estado e na capital, Porto Alegre, neutralizaram os ganhos do Ibovespa ao longo da tarde, distanciando o índice do avanço observado em Nova York nesta abertura de semana. A sessão foi encerrada com leve perda de 0,03%, aos 128.465,69 pontos. O giro na B3 ficou restrito a R$ 18,4 bilhões, após ter mostrado recuperação na sessão anterior, perto da faixa de R$ 28 bilhões. Nas três primeiras sessões de maio, o Ibovespa acumula alta de 2,02%, que limita a perda do ano a 4,26%. Em pregão marcado por instabilidade e trocas de sinais, o dólar à vista encerrou cotado a R$ 5,0741, em alta de 0,08%. Segundo operadores, o dia foi de acomodação e ajustes moderados de posições, depois de a moeda ter recuado 2,36% nos dois últimos pregões, diante da perspectiva de corte de juros nos EUA neste ano. Apesar da queda firme do dólar em relação a divisas pares do real, em especial as latino-americanas, a moeda brasileira exibiu fôlego reduzido em razão do aumento das incertezas do quadro doméstico.No noticiário corporativo, destaque para o Itaú (ITUB4), que reportou lucro recorrente gerencial de R$ 9,771 bilhões referente ao primeiro trimestre de 2024. A cifra é 15,8% maior que a registrada um ano antes. O resultado ficou praticamente em linha com o esperado. --- Send in a voice message: https://podcasters.spotify.com/pod/show/allurecapital/message
Morning Gallo #0457: Bolsas operam em alta em semana de decisão do Copom
06-05-2024
Morning Gallo #0457: Bolsas operam em alta em semana de decisão do Copom
📈 Conheça nossa assessoria de investimentos: bit.ly/49zq0Kb A semana começa com ganhos para as principais bolsas asiáticas, movimento seguido de perto pelos futuros em Wall Street, com os investidores voltando sua atenção para uma série de discursos do banco central americano esta semana. Os futuros do S&P 500 e o Stoxx 600 da Europa sobem 0,2%, após ganhos semelhantes na Ásia. Os volumes de negociação ficaram abaixo da média depois que os mercados do Reino Unido e do Japão fecharam devido a um feriado. Os rendimentos dos títulos alemães de 10 anos caíram pelo terceiro dia e o iene enfraqueceu.  Após uma semana mais curta pelo feriado do Dia do Trabalho, o destaque da semana iniciada hoje ficará por conta  da decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central sobre a taxa básica de juros (Selic). O mercado já precificava, há algumas semanas, uma redução de 0,5 pontos percentuais para a taxa. A hipótese, porém, foi colocada à prova após sinalizações de Roberto Campos Neto, presidente do Banco Central, de uma possível redução no ritmo dos cortes e uma diminuição de 0,25 p.p. em maio. As projeções de uma Selic terminal a menos de 10% ao fim de 2024 ainda aguardam confirmação no comunicado que acompanhará a decisão.A surpresa para baixo com o IPCA-15 de abril sugere mais espaço para a política monetária no curto prazo.  O IPCA-15 não só ficou aquém do esperado - em 0,21%, contra um consenso de 0,29% -, como também mostrou uma composição mais benigna. Tanto os serviços subjacentes (0,40% para 0,38%) como a média dos núcleos (0,23% para 0,19%) desaceleraram e ficaram menores do que as medianas do mercado, de 0,41% e 0,25%, nesta ordem. No campo político, a Medida Provisória 1202, que limita o uso de créditos tributários, deve ser levada para votação na Câmara dos Deputados. Além disso, a regulamentação do IVA (Imposto sobre Valor Agregado) deve continuar em discussão. --- Send in a voice message: https://podcasters.spotify.com/pod/show/allurecapital/message